quarta-feira, 23 de março de 2011

Sismo no Japão

600 réplicas


Cerca de 320.000 pessoas foram obrigadas a abandonar as casas em que viviam e estão agora nos 2.100 refúgios em 16 províncias, de acordo com os últimos dados da agência noticiosa japonesa Kyodo.
Entre estes contam-se 200.000 retirados das imediações da central nuclear de Fukushima, onde técnicos e militares lutam dia e noite para baixar a temperatura dos reatores, procurando evitar fugas radioativas.
De acordo com números oficiais, em Miyagi foram registados 5.364 mortos, em Iwate 2.773 e em Fukushima 735, mas os desaparecidos ascendem a vários milhares nestas três províncias, as mais atingidas pelo sismo e sequente tsunami.
Mais de 600 réplicas sacudiram o Japão depois do sismo do passado dia 11, que embora não tenham causado destruição geraram nervosismo entre a população.
fonte da noticia: http://aeiou.expresso.pt/japao-9-mil-mortos-e-12-mil-desaparecidos=f639143
fonte da imagem: http://www.publico.pt/Mundo/ja-ha-mais-de-25-mil-mortos-e-desaparecidos-no-japao_1486487

Reflexão:
Este post apesar de não ter sido um assunto abordado na aula achamos por em colocá-lo aqui pois é relativo a um tema bastante recente e que nos vai influenciar directa ou indirectamente pois com o passar do tempo e o agravar da situação no Japão, também nós seremos afectados, quer pela falta de produtos oriundos de lá quer pela possível epidemia a nível geral causada pelo radioactividade.

Pegada ecológica

A pegada ecológica foi feita para nós pensarmos nos recursos naturais que gastamos no nosso dia-a-dia. Na pegada ecológica incluimos tudo, a casa onde moramos, o carro que temos, os móveis, as roupas, etc.
A pegada ecológica não nos dá um valor exacto, mas dá-nos uma expectativa do que gastamos e do impacto que nós temos no nosso planeta, permitindo assim nos "avisar" dos recursos naturais que estamos a gastar. Só devemos gastar recursos naturais de modo a que daqui a uns anos estes renovem, o mesmo se adequa aos poluentes, só podemos poluir se absorvermos os mesmos daqui a uns anos.
Neste conceito está incluido que dividimos a nossa vida com mais gente.
Para calcular a pegada ecológica existem muitos métodos, mas até com um simples questionário como realizamos numa aula podemos determinar a nossa pegada ecológica e descobrir o quanto nós andamos a "consumir" de recursos naturais. Num estudo mais apurado, a conversão dos consumos em áreas bioprodutivas segue uma tabela específica em que consiste: a área de energia fossil, a área arável, a área de pastagem, a área de bosques e a área de mar.

fonte da imagem: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://3.bp.blogspot.com/_uQBSQlBBGTQ/SPa65GQixXI/AAAAAAAAAT0/RhtSgtMw238/s400/WWF%2BPegada%2Becol%C3%B3gica%2Bquiz.jpg&imgrefurl=http://umaoitavaacima.blogspot.com/2010/06/pegada-ecologica.html&usg=__HnmTyuqU5PjV4bwuYBsnGqT7rik=&h=303&w=400&sz=59&hl=pt-pt&start=12&zoom=1&tbnid=35Wtfm8hjb-RdM:&tbnh=110&tbnw=148&ei=pF-KTeLLD8vH4AbijLjvDQ&prev=/search%3Fq%3Dpegada%2Becologica%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26sa%3DN%26biw%3D1020%26bih%3D355%26tbm%3Disch0%2C237&um=1&itbs=1&iact=hc&vpx=111&vpy=49&dur=78&hovh=195&hovw=258&tx=147&ty=142&oei=S1-KTaz2LpH6sgbEw6GkDA&page=2&ndsp=12&ved=1t:429,r:0,s:12&biw=1020&bih=355

Reflexão:
Este post acaba por ser sobre algo que nos devia chamar bastante a atenção, que é a nossa Pegada Ecológica.
Se calhar nunca nos damos ao trabalho de pensar nas consequências daquilo que fazemos á Terra mas se o fizermos veremos que estamos a abusar daquilo que ela nos fornece e como tal temos de tomar consciência e lutar por uma sobrevivência sustentável.

Primatas

Os Primatas, a ordem a que pertencemos, compreende cerca de 181 espécies, desde os pequenos lêmures até aos grandes antropóides e, claro, o Homem.
Existem mais de 260 tipos de primatas que, numa visão geral, podem ser divididos em quatro grupos: os macacos inteligentes (chimpanzé, gibões, gorila, orangotango), os macacos do "velho mundo" (nenhum deles têm cauda preensil, como os babuínos, por exemplo), os macacos do "novo mundo" (mais de 75 tipos, cuja maioria, especialmente os maiores, tem cauda preensil utilizada como uma quinta mão, exceto micos e saguis) e os prossímios (cujos cérebros são menores e menos desenvolvidos, geralmente têm um focinho longo e seu sentido do olfato é mais desenvolvido, como os lêmures)...
Antes de qualquer nome científico, algumas curiosidades sobre os macacos...
Na simbologia, os macacos estão relacionados à agilidade, à inteligência e à esperteza, no aspecto positivo. Por outro lado, no aspecto negativo, representa a lascívia, a imitação (pelo seu ato de reproduzir sempre os movimentos feitos pelos humanos) e a falta de temperança (por ser um animal impulsivo e briguento).
Na India o macaco é tido como uma animal sagrado... No Cristianismo é o homem em estágio primitivo, escravo de seus vícios e instintos... Relaciona-se também à avareza, à indecência e à sexualidade descontrolada.
No Oriente, são famosos os Três Macacos, chamados de "Macacos do Estábulo Sagrado", dos quais um tem os ouvidos tapados, o outro a boca tapada e o terceiro macaco tapa os próprios olhos... Assim, eles representam a sabedoria e a prudência, além de serem os mensageiros dos deuses, pois apenas levam as mensagens aos deuses e nunca se manifestam aos homens...
fonte do texto: http://www.girafamania.com.br/introducao/aprendendo_animais_chita.html fonte da imagem: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.imagensgratis.com.br/imagens/original/primatas.jpg&imgrefurl=http://www.imagensgratis.com.br/primatas.html&usg=__n2hGm6RM9MzpZ-Lhi0_wOR1vo4E=&h=452&w=400&sz=17&hl=pt-pt&start=0&zoom=1&tbnid=bWax0EwpjRYciM:&tbnh=135&tbnw=119&ei=RluKTd_uJIaVswaNxpykDA&prev=/images%3Fq%3Dprimatas%26hl%3Dpt-pt%26biw%3D1003%26bih%3D355%26gbv%3D2%26tbm%3Disch&itbs=1&iact=hc&vpx=120&vpy=5&dur=2247&hovh=239&hovw=211&tx=155&ty=200&oei=RluKTd_uJIaVswaNxpykDA&page=1&ndsp=11&ved=1t:429,r:0,s:0

Reflexão:

Este post fala-nos sobre os nossos primatas e algumas das suas características.
Serve para demonstrar que fomos evoluindo deles ao longo do tempo e que ainda hoje conservamos e acabamos até por melhorar algumas das suas características e adaptá-las em função do mundo que nos rodeia.

Degelo

O degelo tem vindo a aumentar ao longo dos anos. Ao longo dos últimos anos a camada de gelo tem vindo a ficar 40% mais fina e a área de gelo tem vindo a diminuir cerca de 14%, isto devido a temperatura que tem vindo a aumentar ao longo dos anos.
Ao longo dos anos a média da temperatura subiu cerca de 2.5 °C. Estudos revelam que o gelo tem vindo a diminuir cerca de 10 % a cada década desde 1980. A temperatura teve uma subida de 2.5 °C desde 1940 e perderam cerca de 3mil quilómetros quadrados de gelo devido ao degelo.
As principais cordilheiras também estão a perder gelo e neve nos últimos anos, estudos dizem que se o degelo continuar assim o manto de neve que cobre o Kilimanjaro pode desaparecer nas proximas duas décadas.
fonte da imagem: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com/_6Zehu_8lvIM/SgB18qe3onI/AAAAAAAAAH4/_AcEIALiTec/s400/Degelo%2Bacelerado.jpg&imgrefurl=http://vejaverde.blogspot.com/2009/04/degelo-acelerado-e-alerta-para-pacto.html&h=290&w=390&sz=28&tbnid=0BCa3gF95HGuwM:&tbnh=91&tbnw=123&prev=/search%3Fq%3Ddegelo%26tbm%3Disch%26tbo%3Du&zoom=1&q=degelo&hl=pt-PT&usg=__12jE9kTiFewT59Twqtn1TPCljGQ=&sa=X&ei=uVaKTZOcFIf1sgaB1eWkDA&sqi=2&ved=0CDkQ9QEwBg

Reflexão:
Este post fala-nos sobre um problema actual e que nos afecta a todos na medida em que paisagens e animais que outrora seriam facilmente avistáveis estão actualmente a desaparecer e alguns deles já desapareceram mesmo, servindo este posto como uma tentativa de tomada de consciência da nossa parte.

Evolução do Homem

Homo habilis: viveu á cerca de 2.4 a 1.8 milhões de anos atrás. Este primeira homo viveu e evoluiu no Leste e Sul da África. Esta espécie tinha molares menores mas um cérebro maior que os austrolopitecus. O Homo habilis fazia ferramentas de pedras e de ossos de animais a maior parte das vezes.

Homo erectus: Viveu à cerca de 1.8 a 0.7 milhões de anos atrás, foram encontrados na Ásia, Europa e África. Esta espécie tinha um cérebro maior e fabricava ferramentas mais elaboradas do que as dos anteriores. Homo erectus foi uma grande evolução do Homem.

Homo ergaster: viveu à cerca de 1.8 a 1.2 milhoes de anos.

Homo heidelbergensis: viveu à cerca de 800 a 300 mil anos atras.

Homo neanderthalensis: viveu à cerca de 250 e 30 mil anos atras. Esta espécie foi um cruzamento de Homo neanderthalensis e uma sub-espécie de Homo sapiens.

Homo sapiens: surgiu à cerca de 200 mil anos, quando o homem começou a desenvolver mais o cérebro e a fabricar melhores ferramentas para eles. Não se sabe bem onde surgiu esta espécie, mas tudo indica para África pois ela surgiu quando o Homo erectus saiu de África.

fonte da imagem: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://2.bp.blogspot.com/_NleqBn54gXs/Sjk0fT5ZQBI/AAAAAAAAAAU/rvMxwlENpnk/s320/evolucionismo.jpg&imgrefurl=http://yerisnipes.blogspot.com/2010/08/teoria-criacionismo-ou-evolucionismo.html&h=188&w=299&sz=12&tbnid=4KtZoeF5ulTjJM:&tbnh=73&tbnw=116&prev=/images%3Fq%3Devolu%25C3%25A7ao%2Bdo%2Bhomem&zoom=1&q=evolu%C3%A7ao+do+homem&hl=pt-PT&usg=__h2GP3p49TPXqBFHdEKkieLlZEZc=&sa=X&ei=40eKTcDXC4KXhQeAudSkDg&ved=0CB8Q9QEwAg

Reflexão:
Este post permite perceber como a nossa espécie actual foi evoluindo ao longo do tempo e as suas mvimentações e a ocupação do planeta que foram fazendo ao longo do tempo.

Visita de estudo: "Mundo dos dinossauros"

No passado dia 11 de Fevereiro fomos ao multiusos de Guimarães ver uma exposição de dinossauros chamada "Mundo dos dinossauros".
Esta actividade foi proposta no Âmbito da disciplina de Geologia.
Os objectivos da aula de campo eram os seguintes:
    • promover a imagem da ciência coerente com as perspectivas actuais.
    • conhecer os principais factos, conceitos, modelos, e teorias geológicas.
    • interpretar alguns fenómenos naturais com base no conhecimento geológico.
    • desenvolver competências práticas relacionadas com a geologia.
    • 
fonte da imagem: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.oconquistador.com/fotos/193/2996.JPG&imgrefurl=http://www.oconquistador.com/noticia.asp%3FidEdicao%3D193%26id%3D4879%26idSeccao%3D941%26Action%3Dnoticia&usg=__d8yAZ709iagTaUm4ejh5he8CRG0=&h=423&w=480&sz=101&hl=pt-pt&start=34&zoom=1&tbnid=wLj9B8HC2pYn6M:&tbnh=114&tbnw=129&ei=AEaKTa6RMYzoObPn6IoO&prev=/search%3Fq%3Dmundo%2Bdos%2Bdinossauros%26hl%3Dpt-pt%26biw%3D1003%26bih%3D355%26gbv%3D2%26tbm%3Disch&itbs=1&iact=rc&dur=264&oei=x0WKTbv9EYbQtAaetpy5DA&page=4&ndsp=11&ved=1t:429,r:5,s:34&tx=55&ty=42

Reflexão:
Não nos é possível dizer grande coisa acerca deste post pois por motivos pessoais não nos foi possível participar nesta visita mas certamente que os nossos colegas de turma poderão explicar mais detalhadamente do que nós.